Bem-vindo ao novo site
Clube da Maturidade

para quem tem Maisde50

Clube da Maturidade

Faça seu Login entrar

nutrição

VOLTAR

Participe das nossas redes sociais

Alimentação natural é muito mais que se alimentar bem
nutrição

Alimentação natural é muito mais que se alimentar bem

Uma alimentação equilibrada faz o corpo trabalhar em harmonia

Inaugurando a seção NUTRIÇÃO, o Clube da Maturidade traz "Alimentação Natural"

O que é se alimentar bem? É comer frutas e legumes? É evitar doces e frituras?
Como o brasileiro entende todo esse processo e como preparamos o nosso corpo para cruzar a linha dos 50 anos, onde o metabolismo começa a trabalhar mais lentamente.

Se o corpo desacelera, também é importante mudarmos a nossa alimentação, visando principalmente melhorar a qualidade de vida.
Uma vida madura equilibrada nos proporciona caminhar na direção de um envelhecimento saudável, prevenindo ou tratando doenças.

A prática da alimentação natural se apresenta com muita força quando o nosso pensamento está em alcançar esses objetivos e gerar SAÚDE.
Vitaminas, sais minerais, proteínas e outros elementos indispensáveis para o funcionamento do nosso corpo, precisam estar em equilíbrio.
A pressa do nosso dia-a-dia nos deixa cada vez mais práticos e acabamos muitas vezes recorrendo as embalagens prontas para ir direto ao microondas, e assim nem verificamos o que estamos consumindo. Nem sabemos o valor nutricional daquela refeição.

Precisamos de comida de V-E-R-D-A-D-E! Frutas, legumes, hortaliças, raízes, oleaginosas, gorduras saudáveis e proteínas. 

Como está a sua alimentação? Muitas pessoas pensam em dieta e apenas contam as calorias. Será que é esse o melhor caminho?
Quantos produtos light ou zero são industrializados e desconhecemos a metade da tabela presente na embalagem.

Repense a quantidade de açúcar que você utiliza. Mascavo, Demerara, de Coco, todos são açucares, assim o melhor ainda seria não usarmos ou se for o caso, apenas uma quantidade bem reduzida.

Mastigue lentamente os alimentos, isto facilita a digestão e reduz a quantidade de comida ingerida.

Diminua a quantidade de comida nas refeições, lembre que as suas necessidades calóricas diárias vão diminuindo após a idade e o que sobrar, vira gordura. 

Beba chás, pois é excelente para a nossa saúde!

Evite alimentos que contenham aromatizantes, corantes e conservantes artificiais. 

Você gosta de mel? Estudos nos mostram que 1 colher de mel com geléia real pela manhã, em jejum, pode previnir doenças respiratórias, facilita a digestão, retarda o envelhecimento e aumenta a resistência orgânica. 

Para quem tem o ácido úrico elevado, deve diminuir as quantidades de carne vermelha, assim como o bacon.
O bacon, a manteiga e o azeite de oliva extra-virgem não são os vilões, acreditem. Precisamos ter medo da gordura que não é natural.

As carnes brancas, especialmente o peixe são mais leves e também nos proporcionam as proteínas, que o nosso corpo tanto precisa. Falando em proteínas, não podemos esquecer dos ovos, tão baratos e versáteis em  nossa cozinha prática.

Inclua na sua dieta: levedura de cerveja, rica em vitamina B, germe de trigo, rico em fibras, vitaminas e sais minerais, gergelim, rico em cálcio, vitaminas e proteínas.

Você tem o intestino preguiçoso? As fibras são importantes coadjuvantes para evitar a prisão de ventre, distúrbios intestinais, câncer de cólon e prevenir a aterosclerose. Não se esqueça do farelo de aveia. Uma excelente forma de consumi-lo seria no iogurte ou fazer um mingau com meio copo de leite da sua preferência e uma colher de sopa de farelo de aveia.

Beba muita água: a água limpa e desintoxica o organismo, facilita o trabalho do intestino e permite que os rins trabalhem normalmente.

Se alimente com calma e de preferência em ótima companhia! Se alimentar bem é muito mais que consumir os alimentos, é um ato de amor próprio!

FONTE: Equipe de Edição - Clube da Maturidade/ Foto: Imed
publicado em 27/06/2018 16:07:00

Faça Seu Login para comentar este artigo

Comentários do artigo

Marcelo em 27/06/2018 19:02:00

Já há alguns anos tenho prestado atenção na minha alimentação, reduzindo substancialmente o consumo de açucares e carboidratos. Comer aquele bife com a capa de gordura não é o que faz mal... Inclusive, deixei de usar óleo de soja e passei a usar banha para pequenas frituras ou untar tabuleiros. Manteiga, ao invés de margarina deveria ser regra... ainda não entendo como uma margarina pode fazer bem ao coração, como vemos em alguns anúncios na TV.

Alegre em 27/06/2018 20:12:00

Sempre que possível, procuro comer alimentos que vem da natureza e não industrializados .

sweet em 27/06/2018 21:23:00

Sim, eu também! Comida de verdade, como diz o artigo acima, nos alimenta sem corantes ou conservantes. A ideia hoje é me manter com baixos carbos e cada vez menos consumir açúcares.

Vehuel-rj em 27/06/2018 21:48:00

Já li que os carboidratos fazem dar mais fome e, deve ser verdade...o ideal talvez seja a comida de verdade, mesmo. Aquela comidinha da infância, né? rs

Faça Seu Login para responder este comentário

Denise Oliveira
Silva
em 01/07/2018 07:09:00

Parabéns ao site pelas informações. Considero interessante que saibamos as informações biologicas, que revelam nosso metabolismo e fisiologia, mas comer, é um ato para além da biologia. Como estudiosa do assunto, observo que a comida, revela outras necessidades tão importantes como o prazer degustativo e fundamentalmente de estar ao redor de outras pessoas. Na historia humana, a comida sempre foi um ato coletivo. Quem cozinha sabe que elaborar algo somente para si é desafiador.

sweet em 01/07/2018 23:18:00

Sim, a comida é sem dúvida um bom motivo para reunirmos a família e os amigos.

Alencka em 03/07/2018 15:12:00

Sou vegetariana a15 anos.Adepta de Filosofia oriental ,minha curiosidade de Sociologa me induziu a estudos sobre Nutricao e Saude.Trabalhando em Hospital como Tecnica de Enfermagem no setor de Gastrenterologia por muitos anos algumas praticas norteiam meu cotidiano:Bom sono,Boa alimentacao,Bom humor,Boas Associacoes. Quem prepara o alimento e como o prepara é importante .Interagir com a Natureza, ( moro em chacara ) conhecer e respeitar seus ciclos e ela te devolve o Amor com abundancia.

Faça Seu Login para responder este comentário

VVSilvia em 17/09/2018 14:58:00

Uma vez ouvi de um terapeuta chinês que Temos que comer para viver e não viver para comer. Que o que está na caixinha ou na latinha, nao é comida de verdade. Isso faz alguns anos. Passei a prestar mais atenção na alimentação. Sigo uma alimentação saudável, sem conservantes. Em casa evito o glúten, lactose e açúcar. Em viagens, ainda é complicado. Recomendo seguir o Dr. Victor Sorrentino e a Dra Fernanda Padovoni. Eles fazem uns post ótimos sobre aliment

Faça Seu Login para responder este comentário