Bem-vindo ao novo site
Clube da Maturidade

para quem tem Maisde50

Clube da Maturidade

na cozinha

VOLTAR

Participe das nossas redes sociais

A alimentação após os 50
na cozinha

A alimentação após os 50

Comer quando sentir fome e não quando o seu relógio mandar. Esse pode ser o segredo!

Ao longo da história da humanidade, o homem precisa alimentar-se bem. A preocupação com a fartura de alimentos foi motivo de conflitos entre vários povos, no passado. Acreditava-se que era indispensável comer bastante para viver melhor. Entretanto, com o início dos estudos de Nutrição, nos anos 20, uma nova visão do que é alimentar-se bem começou a surgir. Comer é importante, sim, mas não basta, descobriu-se pouco a pouco. A boa alimentação e a saúde dependem do quê ingerimos, do quê nos alimentamos.

Quando passamos dos 50, nossos hábitos alimentares nem sempre coincidem com suas necessidades nutricionais. Na maioria das vezes, esses hábitos foram adquiridos ao longo da vida. Se associarmos ainda os problemas de saúde que têm,m uma maior incidência sobre esse mesmo grupo, como os distúrbios cardiovasculares, a osteoporose e o diabetes, concluiremos que a alimentação nesta fase da vida merece uma atenção especial, com acompanhamento de um especialista. A alimentação sem exageros poide ser uma boa pedida, independente da linha de dieta que você adquirir.

A distribuição das refeições, ao longo do dia, deve ser de acordo com a sua fome, mas de preferência em menores quantidades. Se sentir vontade de algo após esta última refeição experimente um chá.
E o principal: coma quando estiver realmente com fome e não porque já é a hora do almoço, por exemplo. 

Procure ingerir menos carboidratos, isso te dará menos fome e te deixará pensando cada vez menos em "comida".

Para evitar a constipação intestinal, recomenda-se a ingestão diária de cereais e de alimentos ricos em fibras. O farelo de aveia é muito bom. Experimente!

Beba água! Beber água nos intervalos das refeições, por exemplo, nos ajuda na hidratação.

Evitar gorduras saturadas, açúcar e sal, que podem favorecer o aumento de colesterol, obesidade e hipertensão.

É importante lembrar que toda e qualquer dieta deve ser sempre individualizada. Desconfie sempre daquela que promete "milagres". 

O equilíbrio é sempre o melhor. Não adianta um dia comermos saladas e sucos detox, se no dia seguinte comemos um pacote de biscoitos recheados ou um rodízio de pizza. Tudo em exagero não nos faz bem, com certeza!


 

FONTE: Equipe de Edição - Clube da Maturidade
publicado em 16/07/2018 00:29:00

Faça Seu Login para comentar este artigo

Comentários do artigo

Maria
Aparecida
em 13/07/2018 14:19:00

otimo . precisamos de ficar informados

Jenna em 13/07/2018 18:12:00

Os sábios dizem que o alimento é o nosso remédio, mas é preciso saber dosar. Além de comer alimentos sadios o importante é queimar as calorias com exercícios.

Faça Seu Login para responder este comentário